MST sofre derrota histórica após decisão de Bolsonaro


O MST vem manifestando por uma reforma agrária e invasões em prédios podem acontecer, como também a possibilidade cresce com o corte de verbas das universidades federais para os cursos de Humanas.

No entanto, Bolsonaro tomou uma medida histórica e ordenou que a Polícia Federal tire os integrantes do MST ou manifestantes de quaisquer outros movimentos sem necessariamente uma ordem judicial.

 O processo de retirada poderá acontecer a força.

Recentemente o presidente Bolsonaro afirmou que fazendeiros e donos de propriedades rurais podem atirar em caso de invasões. Isso porque acontecem muitos roubos no setor rural.

Contudo, o MST também protesta contra tal opinião, que no caso foi somente uma intenção de criação de proposta pelo presidente Jair Messias Bolsonaro. Acontece que o MST ocupa propriedades rurais e, neste caso, poderiam receber tiros dos donos destas.

Bolsonaro sempre teve um discurso, que se intensificou ainda mais na campanha de 2018, totalmente radical contra os integrantes do MST. Em algumas ocasiões, o atual presidente sugeriu que ações destes movimentos sejam tratadas como terrorismo.

O líder do MTST é o Guilherme Boulos, que foi concorrente contra Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2018. No Segundo Turno, o psolista se declarou totalmente a favor de Fernando Haddad.

Fonte: 1news.com.br

Postar um comentário

0 Comentários