segunda-feira, 11 de março de 2019

Raquel Dodge arquiva pedido da Lava Jato que pedia suspeição de Gilmar Mendes


A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, arquivou nesta segunda-feira (11/3) o pedido da Operação Lava Jato do Paraná para que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), fosse declarado suspeito nas investigações que envolvem o ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, e o ex-senador Aloysio Nunes. A informação é do site O Antagonista.

Na semana passada, a força-tarefa da Lava Jato encaminhou para Dodge informações para eventual “arguição de suspeição” de Gilmar Mendes em julgamentos relacionados ao suposto operador do PSDB, Paulo Preto.

De acordo com procuradores, ligações telefônicas e mensagens demonstram que Aloysio Nunes buscou interferir em julgamento de habeas corpus em favor de Paulo Vieira de Souza, em contato direto e pessoal com o ministro do Supremo.

Paulo Vieira e Aloysio foram alvo da Operação Ad Infinitum, Lava Jato 60, deflagrada no dia 19 de fevereiro. Nesta etapa, a força-tarefa mirou contas na suíça atribuídas ao suposto operador do PSDB que chegaram à cifra de R$ 130 milhões. Um cartão de crédito teria sido emitido em benefício de Aloysio Nunes.

FONTE: metropoles.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário