Maduro diz que apagão foi causado por ataque hacker dos EUA

Maduro discursou hoje (9) em meio a protestos contra seu governo após apagões na Venezuela


Em discurso neste sábado (9) desde o apagão que dura quase dois dias, o ditador Nicolás Maduro atribuiu a falha do sistema elétrico a dois ataques hackers causados por “uma tecnologia de alto nível que só os Estados Unidos possuem”.

"Hoje, 9 de março, havíamos avançado quase 70%, quando sofremos, ao meio-dia, um novo ataque de caráter cibernético a uma das fontes de geração, que funcionava perfeitamente, o que perturbou e derrubou tudo que havíamos conseguido”, disse Maduro em discurso no centro de Caracas.

Durante o ato, o ditador disse ainda que há infiltrados na empresa elétrica e que os envolvidos serão identificados e julgados pela Justiça nacional. “A empresa de energia deve ser liberada de sabotadores, infiltrados e conspiradores para proteger seu sistema de ataques cibernéticos do exterior”, disse.

Opositores e a imprensa, no entanto, destacam que a queda de energia na Venezuela ocorreu devido ao sucateamento da rede elétrica no país, devido a crise no país, causada pelo chavismo.

O  sábado em Caracas foi marcado por protestos de apoiadores e opositores de Nicolás Maduro. Juan Guaidó, líder da oposição e presidente autoproclamado, esteve presente no ato contra o governo.

Fonte MBL News

Postar um comentário

0 Comentários