Fim do comunismo a expulsão de aluno desrespeitador: o projeto da família Bolsonaro à educação


A família Bolsonaro tem projetos para mudar a educação no Brasil. Ainda na corrida eleitoral, Jair Bolsonaro defendeu o chamado “escola sem partido”. As iniciativas vão além.

Eduardo Bolsonaro, por exemplo, solicita o fim do comunismo no Brasil, inclusive em materiais didáticos. Por fim, mais recentemente, ele anunciou um projeto de lei contra a violência nas escolas.

Projeto de Bolsonaro pode acabar com  alunos baderneiros
A vida dos estudantes conhecidos como baderneiros promete ficar mais difícil. É o que propõe um projeto de lei do deputado Eduardo Bolsonaro, como mostra uma matéria do jornal carioca ‘O Globo’.

O projeto de Bolsonaro filho quer que um estudante acusado de depredação do patrimônio público – seja dentro ou fora da escola – seja simplesmente expulso da unidade. No projeto, não é necessário uma acusação criminal da polícia. Apenas um processo administrativo efetuado pela própria escola, segundo o projeto de lei, já seria suficiente para a expulsão.

Além disso, uma vez o estudante expulso de uma unidade de escola pública, ele passa a ter a matrícula proibida em outros estabelecimentos oficiais. Sendo assim, o aluno só conseguiria ter acesso ao ensino através de unidades particulares.

“Serão desvinculados compulsoriamente e terão recusadas as matrículas nos estabelecimentos oficiais de ensino, os discentes que forem condenados administrativamente ou judicialmente em casos de depredação do patrimônio público“, prevê o projeto.

O texto sugerido pelo parlamentar prevê que o aluno terá direito de apresentar “alegações” e “documentos” antes da decisão, para que seja respeitado o “contraditório” e a “ampla defesa”.

Os apoiadores de Eduardo Bolsonaro usam como argumento o fato de que essa medida desestimularia estudantes de agredirem professores e prejudicarem as escolas através de suas estruturas, que, no geral, já são consideradas precárias no Brasil. Já quem é contra o projeto lembra que a educação é de acesso universal e uma das formas, justamente, de tirar pessoas da criminalidade, pois dá opções ao futuro dessas.

FONTE: 1news.com.br

Postar um comentário

0 Comentários