Senadores querem ignorar ordem do STF para votação aberta

Integrantes do Senado estudam ignorar a decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou voto aberto na eleição para a presidência da Casa.

A eleição será em 2 de fevereiro do ano que vem. Membros do Senado defendem que a decisão do ministro Marco Aurélio seja ignorada se o STF não revogar a medida ao analisar o recurso apresentado contra ela, registra a “Folha“.

No gabinete do presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), a expectativa é que o Supremo reveja a decisão com base no princípio da independência entre os Poderes.

Opositores do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que se movimenta para voltar a presidir a Casa, estimam que ele perderia o apoio de pelo menos dez parlamentares se a votação for aberta e todos tiverem que anunciar suas preferências.

Fonte Renova Mídia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.