Inconformado com decisão de Toffoli, Lula pede para ser solto imediatamente


O ex-presidente Lula já estava se preparando para deixar a cadeia quando foi informado que o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, havia derrubado a decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello, que horas mais cedo nesta quarta-feria, 19, havia mandado soltar todos os presos do Brasil condenados em segunda instância.

Inconformado com a decisão, o ex-presidente Lula apelou para a atuação de seus advogados, que entraram no mesmo dia com novo pedido de liberdade imediata do presidiário. Segundo a defesa de Lula, o presidente do STF não teria autoridade para  suspender a decisão liminar tresloucada de Marco Aurélio Mello e pediram  a soltura imediata do petista.

Caberá justamente ao ministro Dias Toffoli, plantonista no STF durante o recesso,  decidir se atende ao  pedido individual de liberdade apresentado pela defesa de Lula. 

FonteImprensa Viva

Postar um comentário

0 Comentários