Após 14 anos, Justiça expulsa 1.800 sem-terra de fazenda em Minas Gerais



A Justiça de Minas Gerais decidiu pela reintegração de posse de uma área da antiga Unisa Ariadnópolis e com isso ordenou que 1.851 sem-terra deixem o local.

O processo se arrasta desde 2004, ano em que as terras foram ocupadas, num impasse entre a família proprietária e os invasores do MST.

  A decisão coube ao juiz Walter Zwicker Esbaille Júnior, que determinou que em sete dias os invasores devem deixar o terreno. Porém, o MST se recusou a obedecer, e no dia 21 o juiz determinou a reintegração de posse, acionando a Polícia Militar para cumprir a lei. O que pode acontecer a qualquer momento.

Fonte República de Curitiba

Postar um comentário

0 Comentários